Google lança app de e-mail com visual diferente do Gmail para convidados

28.10.2014
|
0 comentários
|

O Google liberou nesta quarta-feira (22) de maneira restrita um novo aplicativo de e-mail para Android e iOS, chamado Inbox, cujo visual limpo agrupa mensagens horizontalmente dentro de temas, as trata como “tarefas” e dá destaque a anexos, imagens e vídeos.

Google lança app de e-mail com visual diferente do Gmail para convidados

Interessados em testar o serviço, ainda não disponibilizado para o público em geral, deve pedir um “convite” enviando um e-mail para inbox@google.com. Também há uma versão para navegadores no PC, em inbox.google.com.

“O Inbox trabalha para você”, diz o Google. “Foi feito pela mesma equipe do Gmail, mas não é o Gmail”, escreve Sundar Pichai, executivo responsável por Android, no texto de anúncio, publicado no blog da empresa nesta quarta.

O app une as mensagens que considera ser de mesmo tipo em categorias como redes sociais (“fulano comentou na sua foto do Facebook”), atualizações (“eventos do Google Calendar marcados para hoje”), viagem (“seu itinerário para o Rio de Janeiro”), promoções (“destaques da zona oeste no Groupon”).

Também há uma separação cronológica (hoje, ontem, semana passada) para as mensagens mantidas fora de qualquer desses guarda-chuvas temáticos.

TESTE

O Inbox facilita o acesso a contatos frequentes por meio de um botão “+” (que também é um atalho para compor uma nova mensagem ou criar um lembre).

Os lembretes, aliás, são tratados como mensagens de correio eletrônico na caixa de entrada, e podem ser listados ao acessar a seção “fixados”, onde também são mantidas as mensagens tornadas “favoritas” pelo usuário, que substitui a estrelinha de importantes do Gmail.

Outros temas em que o Inbox junta e-mail, chamados de “bundles”, são “finanças”, “fóruns” (grupos Yahoo! e Google Groups, por exemplo). É possível “ensinar” o aplicativo a tratar as mensagens como dentro de determinado assunto.

O e-mail é tratado como tarefa: há um sinal de “check”, uma letra “v”, que faz a mensagem ser arquivada, ou, como chama o Google, “concluída”. Se uma nova mensagem é recebida no tópico, contudo, ele volta à caixa de entrada, sem o status de solucionado.

Mensagens adiadas são as que o usuário determina que quer ler mais tarde –e define a data para quando quer ser lembrado delas, como o padrão “amanhã às 7h”.

Outra função do Inbox é puxar da internet outros dados que o Google considera relevante, como, no caso de um e-mail sobre uma passagem aérea, a previsão meteorológica para o lugar de destino.

Há grande destaque para vídeos, imagens e anexos. Isso também causa o problema de “ofuscar” as mensagens mais pobres em conteúdo multimídia.

Poderia ser dito que o layout de “cartões” do Google Now, assistente pessoal do Google no sistema Android, foi emprestado pelo Inbox. “Quando você começar a usar o Inbox, verá rapidamente que não se parece com o Gmail, e é essa a intenção”, escreveu Pichai.

Uma capacidade interessante, mas que não funcionou durante os testes da Folha, é buscar o telefone de contatos por meio da busca interna do aplicativo. Uma consulta por “telefone do David”, segundo o Google, deveria não só encontrar seu número, mas também permitir iniciar uma chamada.

Os resultados da busca são divididos entre “todos” e resultados mais importantes.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *